Fechar

Not a member yet?Register now and get started.

lock and key

Sign in to your account.

Account Login

7 out. 2011

Evidentemente

A professora diz pra classe:
- Crianças, hoje vamos falar uma frase onde apareça a palavra evidentemente. Primeiro você, Mariazinha!
- Eu fui brincar com a minha boneca, mas ela não estava no armário. Evidentemente, minha irmãzinha tinha tirado ela de lá.
- Muito bem. E você, Paulinho?
- Eu fui brincar com a minha bola de futebol e ela estava murcha. Evidentemente, ela tava sem ar dentro!
- Muito bem.
Olhou pro Joãozinho, que era o capetinha da turma, e disse:
- Sua vez, Joãozinho!
E o moleque:
- Meu pai pegou a revista Time Life e entrou no banheiro. Evidentemente, ele foi cagar, porque ele não manja porra nenhuma de inglês.

2leep.com
6 out. 2011
2leep.com
5 out. 2011

Piada do Manuel

Era uma festa de debutantes finíssima, a maior formalidade, com as mulheres de longo e os homens de smoking. Para se ter uma idéia do ambiente, o maior palavrão que se tinha ouvido por ali era bunda. Estava todo mundo conversando na beira da piscina, quando começaram a contar piadas. Na turma, tinha uma português que era bicão. De repente alguém se virou para ele e falou:
- E o senhor, seu Manuel? Conta uma piada pra gente também!Todo mundo contou, agora é sua vez!
E o Manuel:
- Eu não gostaria di contaire porque as minhas piadas são um bucadinho pesadas. Quer dizer, no começo são levinhas, mas no final elas engrossam!
A dona da casa e os outros convidados falam:
- Ah, que é isso? Pode contar que não tem censura aqui, pode contar!
- Eu peço encarecidamente que não insistam, porque as minhas piadas, como falei, no começo são leves, mas no final elas engrossam!
E o pessoal todo em coro:
- Conta! Conta! Conta!
E o português:
- 'Stá bem! Já que insistem, vamos lá: Havia, em Portugal, UM CHUPADOR DE BUCETAS...

2leep.com
4 out. 2011
2leep.com
3 out. 2011

O Sacaninha

O menino era sacana demais. O apelido dele era Zequinha Sacanagem. Tudo pra ele era motivo de sacanagem. Tá ele lá na escola e a professora começa as perguntas aos alunos:
- Você aí, Marquinhos! Fale uma palavra que começa com a letra B.
E o Zequinha, que estava sentado ao lado dele, começava a assoprar:
- Fala boceta! Fala boceta!
E o Marquinhos, meio sem jeito:
- Bola!
- Muito bem! Agora fale uma palavra que começa com a letra C.
E o Zequinha assoprava:
- Fala cu! Fala cu!
E o Marquinhos:
- Carro!
- Muito bem! Agora fale uma palavra que começa com M!
E o Zequinha:
- Fala merda! Fala merda!
E o Marquinhos:
- Maçã!
- Muito bem. Agora você, Zequinha. Fale uma palavra que começa com A!
Ele pensou, pensou... Não se lembrou de nenhum palavrão com A e disse:
- Anão!
E a professora:
- Muito bem!
E o Zequinha:
- É anão, sim! Mas com um caralho deste tamanho!

2leep.com
30 set. 2011
2leep.com
29 set. 2011

Aviso

(Nos ônibus, em diversos países)
Brasil:
É proibido falar com o motorista

Portugal:
Rogamos não falar com o motorista

Espanha:
É terminantemente proibido falar com o motorista

Itália:
Jamais fale com o motorista

Israel:
O que você ganha falando com o motorista?

Etiópia:
Favor não comer o motorista

2leep.com
28 set. 2011

Vingança do Português

A filha do português chegou chorando na casa do pai e falou:
- Ai, papai, que desgraça! O Carlinhos me bateu... Ele me deu uma surra, papai! Tô arrasada!
E o português:
- Então esse desgraçado teve a coragem de fazeire isto pra ti, hein? Ele te bateu?
Dito isso, não é que o seu Manuel encheu a filha de porrada? Ele também deu uma surra de pobre coitada que só vendo...
- Tá vendo? Agora estou vingando! Vai lá e diga praquele cretino que ele bateu na minha filha e eu estou aqui vingando: Eu bati na mulher dele!

2leep.com
27 set. 2011
2leep.com
26 set. 2011

O Menino Empesteado

O menino era um capetinha. Não dava sequer um segundo de sossego. Os pais precisaram sair e deixaram o garoto trancado dentro de casa.
O garoto, muito esperto, subiu num armário, tirou três telhas do teto e escapou pelo buraco. Quando os pais voltaram, viram ali o buraco e trataram logo de arrumar.
O marido, que era muito magrinho, subiu nas costas da mulher, que era uma gorda enorme, e começou a tampar o buraco, colocando novamente as telhas no lugar.
Tocam a campainha e o garoto foi atender.
- Seu pai está?
- Ele tá, sim senhor, mas não pode atender agora.
- Por que não?
- Porque ele tá em cima da minha mãe, tampando o buraco por onde eu saí!

2leep.com