Fechar

Not a member yet?Register now and get started.

lock and key

Sign in to your account.

Account Login

Texto

28 out. 2011

Melancia Diferente

O Manuel, fazendo feira, deu de cara com aquela puta melancia rajada e compridona e foi logo perguntando ao feirante:
- Que porra de fruta é esta?
E o feirante:
- É melancia!
- Ora pois, que esta eu não conhecia. Conheço aquela redonda.
E o feirante:
- É... mas esta é muito boa. Doce feito mel.
Manuel pensou e concordou:
- Então vou levar. Mas me ensina como é que corta ela!
E o feirante explicou:
- É simples: o senhor tem que cortar ela no centro.
E o português não teve dúvidas. Foi até a Praça da Sé, no centro da cidade de São Paulo, comprou um facão e tchan, cortou a melancia.

2leep.com
26 out. 2011

Dobradinha de Lusitanos 2

Portuga e os Óculos
Lá no escritório, o português fala pro amigo:
- Escuta... tu me empresta teus óculos, que precisu escreveire uma carta?!
- Mas, Joaquim... Meus óculos são para longe!
- Não tem importância! A minha carta tambaim!

------------------------------------------------------------------------------

Ida e Volta
No guichê da rodoviária, o português pede:
- Por favoire, uma passagem de ida e volta!
- Pra onde?
E o português insiste:
- Uma passagem da ida e volta!
- Pra onde?
- Uma passagem de ida e volta!
- PRA ONDE? - grita o cara do guichê.
E o português, bravo:
- PRAQUI!

2leep.com
25 out. 2011

A Pererequinha Ambulante

A menininha, que morava no sítio, pede pra mãe:
- Mamãe! Posso deixar o Zequinha enfiar a minhoquinha dele na minha pererequinha?
- Não, minha filha. Não pode, de jeito nenhum!
- Mas, mamãe... Eu já marquei com ele às onze horas, atrás da bananeira. E agora?
- Agora, a mamãe vai cortar a orelhinha daquela porquinha que nasceu morta e você vai enfiar dentro da sua calcinha, pra ele enfiar a minhoquinha dele dentro da orelhinha, viu? E vai depressa, que são quase onze horas!
Aí tá lá a menininha deitada e ele, por baixa do vestido mesmo, já enfiou a minhoquinha. Nisso, ele escuta a mãe dela gritar:
- Camilinha! Cê tá atrasada pra escola!
Ela saiu correndo, apavorada ainda, quando ele notou que a orelhinha da porquinha ficou enfiada na cabecinha do pintinho dele. E o Zequinha:
- Ai, meu Deus do céu! E agora? Ela vai morrer! Eu arranquei a bocetinha dela. O que é que eu faço?
Passou o dia inteiro apavorado, sem saber o que fazer. À noitinha, ele resolveu o problema. Foi até a casa da Camilinha. Chegou de mansinho na janela do quarto dela, colocou a orelhinha ali e disse baixinho:
- Quando você quiser mijar, a sua bocetinha tá aqui na janela, viu?

2leep.com
19 out. 2011

Dobradinha de Crianças

Garoto de Negócios

O garotinho viu o namorado da irmã pegando nos peitos dela e gritou:
- Vou contar pro meu pai! Vou contar pro meu pai!
E o cara, apavorado:
- Vem cá, vem cá! Pega aqui dez reais e não conta nada pra ninguém, tá bom?
- Tá legal! Mas toma aqui cinco reais de troco. Tem que ser igual para todo mundo!

------------------------------------------------------------------------------
A Guerra dos 100 Anos

O professor pergunta pra classe:
- Quem é que sabe quando começou a Guerra dos Cem Anos?
E o Joãozinho:
- Eu sei quando terminou, professor!
- E quando é que terminou?
- Cem anos depois, ué!

2leep.com
14 out. 2011

Dobradinha de Lusitanos

Anestesista Lusitano:

O anestesista português chega pro médico e diz:
- Doutoire... o senhor me pediu anestesia local... Mas acuntece qui aqui no vidro está escritu que o produto foi fabricadu na Alemanha... O que que eu faço?

------------------------------------------------------------------------------

Portuga e as Pulgas:

O brasileiro fala pro português:
- Olha, Manuel, não deixa a sua cadeia entrar de novo na minha casa, que ela tá cheia de pulgas!
Aí, o português olha pra cadela e diz:
- Diana, tu não entra de novo na casa do João, qui'stá cheia de pulgas, ouviste?

2leep.com
13 out. 2011

Pau pra Toda Obra

A molecada tá lá, mijando no muro, quando um deles diz:
- Meu pinto é maior que o seu!
Diz o outro:
- O meu é que é maior!
Grita o outro:
- Que nada! Maior é o do meu pai, que tem dois!
A molecada, toda assustada:
- Doooooooooisssss? Como assim?
- É. Um pra mijar e outro pra escovar os dentes da empregada!

2leep.com
10 out. 2011

O Estranho no Ninho

O Manuel que sofria de hemorroidas, vindo do consultório médico, chega em casa com uma latinha na mão e diz:
- Querida, graças a Deus não vai ser preciso operação. O médico, lá no consultório, me fez uma massagem e pediu para que ensinasse a ti fazê-la da mesma maneira como ele fez!
- É só tu me ensinares, pois!
O Manuel abaixa as calças, coloca as duas mãos sobre a cama, fica na posição em que Napoleão perdeu a guerra e diz:
- Mete o dedo na pomada!
E ela prontamente obedece.
- Agora, tu bote a mão direita no meu ombro direito e a esquerda no meu ombro...
A Maria, mais uma vez, obedece.
- Vai, Maria, começa o raio da massagem!
E ela, com ar de inteligente:
- Mas, Manuel, com as minhas duas mãos sobre teus ombros, como posso lá eu fazer a massagem?
E foi aí então que o Manuel, puto da vida, comentou:
- AAAhhh... Médico filho da puta! Como é que ele fez a massagem?

2leep.com
7 out. 2011

Evidentemente

A professora diz pra classe:
- Crianças, hoje vamos falar uma frase onde apareça a palavra evidentemente. Primeiro você, Mariazinha!
- Eu fui brincar com a minha boneca, mas ela não estava no armário. Evidentemente, minha irmãzinha tinha tirado ela de lá.
- Muito bem. E você, Paulinho?
- Eu fui brincar com a minha bola de futebol e ela estava murcha. Evidentemente, ela tava sem ar dentro!
- Muito bem.
Olhou pro Joãozinho, que era o capetinha da turma, e disse:
- Sua vez, Joãozinho!
E o moleque:
- Meu pai pegou a revista Time Life e entrou no banheiro. Evidentemente, ele foi cagar, porque ele não manja porra nenhuma de inglês.

2leep.com
5 out. 2011

Piada do Manuel

Era uma festa de debutantes finíssima, a maior formalidade, com as mulheres de longo e os homens de smoking. Para se ter uma idéia do ambiente, o maior palavrão que se tinha ouvido por ali era bunda. Estava todo mundo conversando na beira da piscina, quando começaram a contar piadas. Na turma, tinha uma português que era bicão. De repente alguém se virou para ele e falou:
- E o senhor, seu Manuel? Conta uma piada pra gente também!Todo mundo contou, agora é sua vez!
E o Manuel:
- Eu não gostaria di contaire porque as minhas piadas são um bucadinho pesadas. Quer dizer, no começo são levinhas, mas no final elas engrossam!
A dona da casa e os outros convidados falam:
- Ah, que é isso? Pode contar que não tem censura aqui, pode contar!
- Eu peço encarecidamente que não insistam, porque as minhas piadas, como falei, no começo são leves, mas no final elas engrossam!
E o pessoal todo em coro:
- Conta! Conta! Conta!
E o português:
- 'Stá bem! Já que insistem, vamos lá: Havia, em Portugal, UM CHUPADOR DE BUCETAS...

2leep.com
3 out. 2011

O Sacaninha

O menino era sacana demais. O apelido dele era Zequinha Sacanagem. Tudo pra ele era motivo de sacanagem. Tá ele lá na escola e a professora começa as perguntas aos alunos:
- Você aí, Marquinhos! Fale uma palavra que começa com a letra B.
E o Zequinha, que estava sentado ao lado dele, começava a assoprar:
- Fala boceta! Fala boceta!
E o Marquinhos, meio sem jeito:
- Bola!
- Muito bem! Agora fale uma palavra que começa com a letra C.
E o Zequinha assoprava:
- Fala cu! Fala cu!
E o Marquinhos:
- Carro!
- Muito bem! Agora fale uma palavra que começa com M!
E o Zequinha:
- Fala merda! Fala merda!
E o Marquinhos:
- Maçã!
- Muito bem. Agora você, Zequinha. Fale uma palavra que começa com A!
Ele pensou, pensou... Não se lembrou de nenhum palavrão com A e disse:
- Anão!
E a professora:
- Muito bem!
E o Zequinha:
- É anão, sim! Mas com um caralho deste tamanho!

2leep.com